quarta-feira, 20 de agosto de 2008

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO: OLIMPIADOS DO JEITO QUE O CAMARADA MAO GOSTA


Varas, bolas, bundas e enfiadas, não deu uma dentro, a não ser o dedo.

Direto da terra do camarada Mao Tsé, vem as noticias mais atrapalhadas possíveis sobre as equipes olímpicas brasileiras. Pensando sobre as melhores, decidi tecer este último artigo do mês de agosto ironizando um pouco essa olimpíada comediante.
O sub título que prefacia esse artigo parece uma salada erótica ao falar em varas, bolas, bundas, enfiadas e dedadas, mas e não é que a coisa andou para isso.
Vamos começar por Fabiana Murer que perdeu sua vara (eca). Meteram a mão em tudo o que é buraco e nada, as dez varas preferidas dela não estavam lá, e, na hora do salto, não achou mais as suas forças. É que a vara que ela estava usando não tinha o tamanho ideal para ela.
Logo depois tem o Diego Hipólito que não teve o mesmo problema. Conhecido por ter a pisada firma na hora da chegada do salto, achou sua bunda colada no chão, coisa quase inédita para um olimpiaco de carteirinha. Daiane dos Santos nem merece comentários. Todos sabem que ela adora colocar seu pezinho de fora – hummm, Daianinha, colocando o seu pezinho onde não deve, hein?
E ai vem a seleção brasileira de futebol. Essa, se enrolou toda com as bolas. Enquanto o Galvão enchia o saco com aquela coisa: “vai Ronaldinho, vai Ronaldinho. Passa por eles, passa por eles”. Quem passava a bola entre as bolas de todo mundo eram os argentinos. É como diriam os americanos: KISS MY BALLS!!!
Agora um dos jogos mais interessantes foi o do Ricardo e Emanuel. Caracas! Não é desmerecendo o jogo dos outros brasileiros que jogaram com eles na semi final não, é estranhando o jeito deles jogarem. Sei la, no caso deles parecia conspiração. Tipo, ah, vamos deixar nosso colegas ganharem, é tudo brasileiro mesmo. Se não fosse a indignação do Ricardo no final da partida eu poderia jurar que a conversa tava mal contada.
Mas entre essas varas, bundas e bolas que não entram, uma coisa entrou: O DEDO DE CESAR CIELO. Antes de entrar na piscina, ele encontrou o CAPITÃO AMERICA MICHAEL PHIELPS. O Cielo foi sacaniar o cara dizendo: pó meu, cê ganhou pela ponta do dedinho, hein? Ao que o super soldado americano respondeu: e você? Não vai não? Vai deixar os caras ganharem de você por não querer tocar o dedinho? Ai o nadador brasileiro que na verdade é quase americano, Cesar Cielo, disse em entrevista que o conselho do rapagão americano não saia da sua cabeça. Ficava aquela coisa cutucando: ENFIA O DEDO! ENFIA O DEDO! E não é que funcionou? O cara foi lá e na hora da chegada empurrou o dedo pra frente e ganhou a única medalha de ouro do Brasil até eu escrever essa matéria. Porra, o Phielps entende mesmo de dedada.

Um comentário:

Bento disse...

É POR ESSAS E OUTRAS QUE MEU ESPORTE PREFERIDO E LEVANTAMENTO DE ANTARTICA, A GENTE CAI MAS É CAMPEÃO EM 100 COPOS RASOS.

Seguidores

Revista Palmito City

Minha foto

Revista Intolerante é um blog tocantinenses que trata de cultura e ponto de vista. Sempre abrangendo os trabalhos de artistas marginais e emitindo ponto de vista de vários aspectos sociais.