terça-feira, 28 de julho de 2009

SER HUMANO É...

E assim o ser humano quando criança ganha protótipos de semelhantes e quando está zangada arranca os braços, pernas e a melhor parte, a cabeça. No dicionário de definições da psicanalise isto se chama, catarse.

O ser humano é uma raça nojenta, maldita e condenada. Por isso mesmo vive dependendo de drogas, seja remédios de farmácias ou o ópio, o álcool, a cola, lisérgicos, a maconha a cocaína ou a devasidade.

O ser humano é um pedaço de carne que fede a pobre. Que caga, mija, vomita se está bêbado, vomita se deixa a gula o absorver, mas quando esta no meio de outros jura que não faz nada disso. Parece que é imortal, perfeito, mas acredita que se não fizer as coisas certas vai para o inferno, e pior que todos vão, por todos só fazem merda.

Juram que existe vida em outro planeta por que querem acreditar que em algum ponto do universo alguma raça deva ser mais inteligente do que a deles, mas os que não crêem nisso, criam deuses como forma de satisfazer o mesmo sodomismo.

Para estes humanos, um pedaço de papel com a cara de outros não piores valem mais que uma vida. Não é por necessidades de alimentos e proteção do frio que valorizam isso não, é por causa da concorrência. Por que uns tem que estar em cima e outros embaixo.

Os livros de historia que lêem na escola procura deixar bem claro isso. Quer dizer, a historia tenta trabalhar a mente deles para a peleja, coisas do tipo, ignorar que uma igreja chamada católica ainda tenha que existir depois que se leu a historia dos genocídios nas cruzadas, ou das milhões de crianças estupradas por padres pedófilos, gays e sadomasoquistas que celebram missas com a maior cara de pau em fins de semana para os pais destas crianças.

Para estes seres humanos se você ganha dinheiro, é famoso, ou tem uma estrutura física de bronze, não precisa de outras coisas para se vangloriar e pode ainda cirandar com quem quiser pelo dom de ser rico, conhecido ou belo, tal qual Apolo foi para os Gregos.

O ser humano é uma raça que adora o sangue, por isso come semelhantes que sejam diferentes da aparência deles, sendo que, existem aqueles que comem macacos, o celebro de preferência, como um ato fitchioso. No mais, galinhas, porcos, vacas e peixes. Tudo bem, são seres irracionais e apesar do Bicho Preguiça levantar as mãos e clamar para não morrer como uma criança, mesmo assim, não há nada mais satisfatório do que o ato de rachar o crânio da besta e depois comê-la em deliciosos jantares com leite de coco.

Este ser humano define cores, pele, nomes, pessoas e lugares, como por exemplo, coisas para rico e pobre: cachorro, passaro, gato, galinha, bebidas, comidas, tudo em geral. Se o pobre pensa em uma coisa o rico pensa a mesma só que com um brilho diferente, com uma identidade acima.

Nesta premissa, o ser humano inventa nomeia coisas que tem o mesmo significado, mas assumem sentidos diferentes. Um mulher rica que rouba apenas uma canetinha Montblanc no valor de quase mil reais é cleptomaniaca e sua punição é procurar um analista. Uma pobre que roupa uma lata de margarina é ladrona e pega pelo menos três anos de cadeia.


A velha rica quando esquece das coisas tem Alzhiemer, a pobre caducou. Os ricos que têm medo de sair de casa e ir trabalhar estão com síndrome do pânico, o pobre é um preguiçoso, vadio, desleixado, vagabundo. Desta forma, os males que acometem uns são vistos diferente por outros.

O ser humano é uma raça nojenta e não importa o que se diga sobre isto, tanto faz, desde que as cercas elétricas e os alarmes protejam suas casas, que se danem quem fica do lado de fora, afinal, sua única preocupação é torcer para que a ciência alcance o apogeu de Arquimedes e crie logo de vez o elixir da vida eterna, pois só assim poderá se livrar de vez do medo de ir para o inferno e de vez matar o pouco de remorso que tem quando pratica algo que sua consciência moral o condena como errado, e só assim, se sentir bem consigo mesmo sem precisar dar esmolas ou ter pena de crianças abandonadas.

Um comentário:

NEUZA disse...

E vc é um ser humano babaca!!!!! Estou cheio de ouvir e ler tolices.....

Seguidores

Revista Palmito City

Minha foto

Revista Intolerante é um blog tocantinenses que trata de cultura e ponto de vista. Sempre abrangendo os trabalhos de artistas marginais e emitindo ponto de vista de vários aspectos sociais.