segunda-feira, 27 de abril de 2009

INTOLERANTE PALMITO HITS APRESENTA: BANDA CAIXA DE MARIMBONDO


O menino danado atirou uma pedra na caixa de marimbondo.
A pancada da pedra que batia de fora emitia um som na acústica de dentro.
Zonzos. Marimbondos tortos, tontos, correram atrás do menino. Cercaram a cabeça do menino, fizeram zunidos, entoaram música na cabeça do menino.
O menino sentou na grama e quieto, imóvel pra não receber picada apenas ouvia o som em volta de sua cabeça. Percebeu que havia provocado música. Viu que aquele era o som quase elétrico que saiu da caixa mágica que mexeu. Ouviu que aquele era o som que saia da caixa, da CAIXA DE MARIMBONDO!

A caixa de marimbondo – não esta da historia, mas a banda, é formada por músicos experimentados em várias andanças, tal como Diego (contrabaixista goiano que integrou a banda VIOLINS e professor efetivo do Centro de Criatividade da Fundação Municipal de Cultura) Ruiter (Baterista da banda La Cecília e Free Lancer em várias situações), Diogo ( Experimentado em Infecto Fecto, Ignição, Ascenda) e Aluisio Cavalcante (Vocalista, letrista e violonista), conhecido desde antes por várias facetas no itinerário da musica tocantinense.

O Aluisio é o tipo do cara que tem aquela pegada grooveira no violão, que lembra uma galera quase extinta em Palmito City que exploravam bastante essa característica.
Quando ouço, Olho de Peixe, Nando Cruz, Aluisio e alguns outros traunsentes da musica regional, tenho sempre uma proximidade sonora. É como se algum elo se mantivesse vivo nestas relações, tal como, a pegada de violão sempre abordando o funkeado, a brasilidade de Jorge Ben, o Samba de barzinho e a poética noturna que sempre incita ao romantismo e reflexão da vadiagem sagrada.

A Caixa de Marimbondo é uma banda de público fisgado, o que preocupa a dimensão que pode atingir se seguir uma temática “encaixotada”, como por exemplo, se deter exaustivamente ao samba rock de festinhas particulares, donde a turma bebe, dança e vai embora, mas não pretende se casar com a banda, apenas usurpar de sua boa vontade na cama.

As músicas gravadas talvez tirem um pouco esse stigma de “banda baileira” uma vez que aí se pode levar para casa e poder apreciar com cautela aquilo que se dançou no baile e não simplesmente achar que “a banda foi boa” por que tocou de Elza Soares a Bezerra da Silva.

O guitarrista da banda Diogo é um dos pioneiros desse groove funkeado na guitarra, donde sai a coisa do “rebola enquanto eu toco”, de modo que a banda é uma interação de bons músicos e atrevidos por interagir com um público que esteja disposto a escutar o barulho que faz os marimbondos na cabeça.

Não vou falar muito da banda, não falo muito de quase nada aqui, a intenção desta matéria é lançar em primeira mão um EP feito pela REVISTA INTOLERANTE da banda CAIXA DE MARIMBONDO. Aos que curtem um bom samba, funk, samba rock ou música brasileira experimentada, a Intolerante Palmito Hits apresenta:

CAIXA DE MARIMBONDO

1 - Alta Noite

2 - Coroa

3 - Grinalda

4 - Quem sabe

Baixe aqui:

http://www.4shared.com/file/102067834/64c5ae01/Caixa_de_maribondo.html

Myspace:

http://www.myspace.com/caixadimarimbondo

Um comentário:

Anônimo disse...

e esse desenho? muito psicodelico!

Seguidores

Revista Palmito City

Minha foto

Revista Intolerante é um blog tocantinenses que trata de cultura e ponto de vista. Sempre abrangendo os trabalhos de artistas marginais e emitindo ponto de vista de vários aspectos sociais.