terça-feira, 28 de abril de 2009

4X1: SEGUE O CARMA DAS BANDAS DE GARAGEM EM PALMITO CITY


Existe um carma que persegue bandas de garagens em todo lugar, mas aqui em Palmito City com maior freqüência. É a porra da desestruturação de bandas no momento em que estão atingindo o seu apogeu.

É assim: quando a banda começa tudo o que os fulanos querem é tocar, nem que seja na missa do galo no final do ano. Depois, todo mundo se mata pra gravar. Depois todo mundo vai ralar pra vender e divulgar cd e por ai vai. Aí, quando ta tudo indo de vento em popa, a bruxa é solta e faz o pandemônio.

Fim de semana passado, no Festival Tendencies, quando a banda MATA BURRO subiu no palco, a galera teve uma novidade interessante, contudo, insólita: 4 bateristas se revezaram entre as músicas da banda. É que o baterista da banda não pode participar, ao que parece, estranheza pessoal.

Dentre as bandas de Palito City, a menos esperada para tal fato seria a MATA BURRO e principalmente com o baterista que é precursor da parada.

A banda Mata Burro na verdade já sofreu alguns golpes de facão, primeiro com a saída do guitarrista, que voltou logo depois, e posteriormente com a saída do vocalista, que não voltou nunca mais. A banda no período adotou até o cabeção Hugão da banda Corell pra fazer vocal junto com o Hítalo que é o vocalista que se mantém do começo até agora.

Se o baterista MAGRELO saiu da banda ou está apenas de recesso saberemos depois, o que ferra é que a banda está em um momento de gravação em Brasília e a presença não só de um batera, mas de um comparsa é de igual modo interessante.

Baterista por Palmitocitolandia é o que não falta, como outros intrumentistas, agora, fiel que dá pra confiar, eu to me matando até agora procurando achar um filho da mãe que entenda a minha proposta e vou confessar uma coisa, eu to pra ir na Assembléia de Deus e aliciar qualquer batera daqueles que tão todo o dia no culto tocando pra ver se a coisa anda, por que vou falar a verdade, a falta de um baterista que seja compromissado, companheiro e que entenda a causa, por esse velho oeste faz muita diferença.

Nego querendo aparecer em banda que já ta excursionada e tietada é coisa fácil, pra carregar a cruz, ham, pode esquecer.


Cruz credo! Puta que pariu! Amarrem essa bruxa velha! Será que vai ser isso mesmo com as bandas por aqui? Começa, se mata, anda e depois desanda? Pelo jeito vai ficar so a BODDAH DICIRO inteira e o resto da historia do rock na terra do sol vai ser isso:

- Olha lá que banda massa passando!
Cadê?
- Ah, não! Passou, você não viu?
Não!
- Que pena!

Não to me dirigindo nem a banda, nem a magrelo, nem a ninguém, todo mundo tem seus motivos pessoais para justificar, só achei viável comentar o caso pra que outras bandas entendam que isso aqui é um pântano e pensem duas vezes antes de deixar que um pouco de fermento levede toda a massa.

2 comentários:

Latrina News disse...

É ISSO AÍ!
AGORA É OFICIAL.

O MAGRELO, SAIU DA BANDA E SENDO ELEGANTE NÃO VAMOS CRIAR POLÊMICAS SOBRE OS PORQUES.

PARA O SEU LUGAR ENTRA RODOLFO, O JAPA, O MESMO QUE DO ALBION.

SÁBADO JÁ TEM ENSAIO OFICIAL COM O CARA.

ASS: BENTO

Magrelo M-B disse...

BOA SORTE A TODOS, ESPERO QUE DÊ TUDO CERTO PRA VCS DA MATA-BURRO.
QUANTO A POLÊMICA, SE QUISER CRIAR PODE CRIAR BENTO, FALA O PQ O MAGRELO SAIU DA BANDA, FALA QUE FOI PQ EU COMPREI O CARRO E NÃO AJUDEI A PAGAR O ESTUDIO, PQ NÃO AJUDEI A PAGAR A GRAVAÇÃO DO CD, EXPLICA PRO PUBLICO OS FATOS QUE EU VENHO DEPOIS E FAÇO MINHA DEFESA.
FLW E BOA SORTE PRA VCS.

Seguidores

Revista Palmito City

Minha foto

Revista Intolerante é um blog tocantinenses que trata de cultura e ponto de vista. Sempre abrangendo os trabalhos de artistas marginais e emitindo ponto de vista de vários aspectos sociais.