quinta-feira, 12 de março de 2009

OPINIÃO - A MONSTRO SISTER


Estamos em plena crise mundial e isso me faz questionar os adventos da nossa gloriosa globalização.
Chegamos em um ponto crucial onde o monstro "sister" já esta sentindo a escassez da natureza e sendo forçado a engolir o próprio rabo.

Mas não estou nada contente meus caros amigos, pois sabemos onde isso pode parar, eu duvido muito que essa crise vai mudar os valores e crenças das pessoas, muito pelo contrario, o monstro vai engolir nações e tudo que vier junto. Já assistimos isso nos canais que saboreiam nossa imaginação transformando uma realidade quase passada em uma distante alucinação.

Todos sentimos no inconsciente coletivo que esses valores moldados pelo mundo capitalista esta ultrapassado e que nossa mãe terra já esta preste a explodir ou eclodir com essa praga que suga sua seiva sem dar-lhe nada em troca, apenas seus corpos em putrefação que mal servem para adubá-la.

Haa e a nossa arte o que esta acontecendo com ela? O passado cada vez mais cospe seu fantástico poder de criação na face dessa geração hipócrita moldada pelo senso comum. Cadê as canções feitas com amor e não por amor a bens e valores débeis?

Nossa juventude tenta, mas enxerga contrastes criados para separá-las: idade, opção sexual, classe social e mais um bocado de asneiras, sem falar na falta de apoio dos governantes e nas universidades que só apóiam os cursos que devoram os bens naturais.

Os jovens da periferia se entregam ao senso comum (obvio sem saber distinguir o que é isso), os da burguesia fazem protesto sem ao menos conhecerem uma favela e muitas vezes filhos e parentes dos homens que deixam a classe operaria na sarjeta.

Não é difícil ouvir pessoas dizerem: queria ter nascido nos anos 60, as revoluções movimentos underground, etc...

E isso se deve a grande covardia que reina em nosso país e por que não no mundo? Mas brigar pra que se eu já tenho o que quero, a nega e o bolero, a TV e o futebol!

E assim sempre iremos ver quase que múmias do passado (se não fosse pelo seu real talento) voltar para assustar a geração criada por MTV e coca - cola.

Coragem! Coragem! Se o que você quer é aquilo que pensa e faz, coragem, coragem que eu sei que você pode mais( Raul seixas).

(Thiago Eon)

3 comentários:

Anônimo disse...

:p Verdade Pioor

Anônimo disse...

Conconrdo plenamente...juventude preguiçosa !com talento,sem atitude viva!

Anônimo disse...

nao sei do que se trata esse monstro sister, pode ser uma historia pra boi durmir por isso nao li o texto

Seguidores

Revista Palmito City

Minha foto

Revista Intolerante é um blog tocantinenses que trata de cultura e ponto de vista. Sempre abrangendo os trabalhos de artistas marginais e emitindo ponto de vista de vários aspectos sociais.