sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

POUCAS E BOAS



Tomara que não vire desculpa!

Com o corte das verbas do FPM destinadas aos cofres da prefeitura de Palmas, várias ações podem ser estancadas ou simplesmente alentadas. Contudo, um segundo aspecto da gravidade pode surgir que é a desculpa para não efetivação dos projetos. Ou seja, tomara que isso não vire aquela velha desculpa: “é por que cortaram as verbas!”.


Escola de tempo infernal

O que uma Escola de Tempo Integral tem a ver com a religião ocidental? Três coisas, a ostentação templária, a hipocrisia em torno do símbolo e a comparação espiritual que os servidores que lá trabalham lhe dão. Eles a chama de escola de tempo infernal. Os Auxiliares de Serviços Gerais por considerarem muito grande para pouco contingente. Os professores por entenderem que o apoio técnico é insuficiente para a demanda das salas de aulas. Mas o que se esperar de escolas modelos em uma cidade onde a praça é maior do que a inteligência e o bom senso dos caras que mandam nela? Ostentação arquitetônica não significa satisfação educacional.

Pagamos para não dormir a noite

São duas horas da manhã, é o tempo que tenho para preparar esta coluna e também por que a desgraça de um vizinho não me deixa dormir. Ligou o som e decidiu fazer uma festinha a essa hora, mas está muito alto mesmo o som e a putaria rola a solta. Pensei, vou ligar para a policia, quem sabe uma ronda não faça valer o dinheiro que é descontado do meu bolso. Mas uma voz me disse: “Idiota, e se esse vizinho for policia?”. Bom, ai não tem nada, os caras conversam com ele. E foi assim, eu não liguei, mas alguém ligou. E a policia parou na casa do cara, os outros entraram demoraram um pouco e foram embora. O som? Ai é que ficou alto. E minha noite já era. Dia seguinte, meio dia, foi quando vi o miserável saindo com aquela roupinha de samango engomado para o trampo. E não é que a voz estava certa!

Essa história do FPM vai longe

Essa semana o Prefeito de Palmito City foi à TV dizer que ia cortar 20% de comissionados, alem de enxugar as Secretarias Municipais. E de fato. Tem gente rodando em tudo que é Secretaria, mas é para dar lugar a outros. O que se ouve por ai é que Gerências continuam sendo efetivadas e os contratos rolam a torto e a direita. Amigos, parentes e aquela velha história de indicados não vai deixar de existir com 60 milhões a mais ou a menos.

Nenhum comentário:

Seguidores

Revista Palmito City

Minha foto

Revista Intolerante é um blog tocantinenses que trata de cultura e ponto de vista. Sempre abrangendo os trabalhos de artistas marginais e emitindo ponto de vista de vários aspectos sociais.