segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

GALINHA PRETA


João Vacilo andava despercebido pelas ruas de Brasília. Passou numa esquina e viu uma garrafa de cachaça, cigarros, farofa e a Galinha Preta. Benzeu-se e disse: “valha me Deus, que coisa é essa”. Mesmo assustado parou e ficou olhando a arrumação. Não tomou da cachaça, não comeu a farofa e nem fumou os cigarros, mas da Galinha Preta lambeu ate os ossos.

Parece um encontro de um despercebido com um despacho de encruzilhada, mas não, era a banda Galinha Preta tirando onda com seu som nos cantos de Ceilandia, onde lhe deixarem tocar.

A banda Galinha Preta é uma banda de Brasília que tine um rock agressivo na pegada e insinuante nas letras. Rock do bom!

Desde 2003 na estrada eles admitem no myspace “tocar o terror pra se libertar das malditas neuroses do dia a dia”. A banda passou por várias alterações, até que se consolidou de vez, a ponto de adquirir o devido respeito após passagem pelo PORÃO DO ROCK.
A Galinha Preta é indiscutivelmente uma banda de protesto punk, mas não aquela "punkerice" de Brasilia que todo mundo sustenta, fundamentado nos vocais de dinho ouro preto e Renato Russo, nada disso, a Galinha Preta é perversa, tendo em vista a mistura de Punk, HC e Grind.
Deste modo, eles vão direto ao amago dos problemas do cotidiano: as lástimas do trabalho privado, lotações, política suja e dificuldades diárias, como fica bem expresso em Música de Trabalho: "VAI TRABALHAR. VAI TRABALHAR. VAI TRABALHAR VAGABUNDO".

Bom, não quero falar mais, melhor ouvir mesmo. Neste download, apresento o cd 3x1 da banda. Um álbum com muitas musicas e bastante peso. Vale a pena dar uma conferida.

Entrevista do Frango ao blog ROCK AND CIGARETTS, por BOSS MATSUMOTO

Fale um pouco sobre o histórico da banda e desse nome lindo: Galinha Preta.

O Galinha Preta foi formado em janeiro de 2002 por Bilis (baixo), Japonês (guitarra), Hudson (guitarra solo), Embass (bateria), e Manel (vocais), lançando um EP de 6 musicas que foi gravado e produzido por mim. No mesmo ano, o Manel saiu da banda e a o Galinha Preta ficou sem vocal, mas ainda ensaiava. Ai o Bives me chamou pra cantar. A principio eu não tinha curtido não, achava muito metal. Mas depois fui colocando, aos poucos, as influencias loucas na parada.

Tudo ia bem ate o Embass ter um problema de saúde com os tímpanos, e ter que ficar sem o barulho. E ficamos sem um cara que tocava muito, e o mais importante de tudo, um dos melhores amigos que tenho. Não dava mais pra ele. Aí a banda acabou. Pelo menos pra mim. Aí o Hells achou o Boro. Moleque doido, muito gente fina. E ele pegou as músicas bem rápido, então nós voltamos a tocar. E vai assim até hoje.

Quais são as influencias de vocês?

As influencias são todas! O Bilis curte punk 77 e esses rocks ai muito doidos. O Hells é death metal. O Japonês curte grindcore, furadeiras e tudo que faz barulho. O Boro curte não sei o que, e eu curto de tudo.

Como foi gravar o primeiro CD?

Gravar o disco? Foi legal, sempre ao vivo, sem muitas horas de gravação. Devem ter sido umas 3 horas pra gravar tudo.

E como anda o segundo CD?

O segundo é mais rápido ainda. É só barulho mesmo. É só zona. Aperte o REC e vai gravando as lombras. (risos)

Cite o pior e o melhor show da banda.

Não tem pior e nem melhor show. Pra gente todos são bons. Porque é pra gente mesmo, sabe? Tocamos pra se divertir. Se o povo quiser se divertir com a gente, isso é ótimo, mas se não, também ótimo. Eu vô tá curtindo do mesmo jeito.

Conte sobre coisas bizarras que já aconteceram com os integrantes.

Coisas bizarras? (risos) Nós somos bizarros! (risos) Só tem bicho torto! (muitos risos) Nós somos as coisas bizarras! (risos)

Vocês comem muita galinha? Nada de frango?

Esse negócio de comer galinha, eu como. Não tenho muito preconceito não. Os caras também comem. Caipira e frita. hummmmm! Mas frango é meio complicado. As granjas dão muito hormônio pros bichos! Se você é o que você come, você é só hormônio de frango hoje em dia. Pode observar, as crianças rapidinho já tão desenvolvidas. Praticamente adultos. Eu acho que é essa porra dos hormônios de frango de granja. Por isso eu não como frango, e recomendo não comer. NÃO COMA FRANGO PELO AMOR DE DEUS!

Frango, quantas camisetas pretas você tem?

Tenho uma, uso a mesma roupa sempre! (risos) Mas troco as cuecas! (muitos risos)

Uma mensagem de amor:

Mensagem de amor!? Nós do Galinha Preta amamos todo mundo! Não odiamos nada! Love, love, love!


Galinha Preta:
Frango: Voz
Hells: Guitarra
Boro: Bateria
Japones: Baixo

Myspace:

4 comentários:

Bauducco disse...

Taí uma banda espontânea! Justifica o quanto eles são bons no que fazem.
Rivas, coloca a página de comentários pra abrir em popup. Fica melhor pra quem quer comentar e continuar fuçando no blog.
Abraços.

Sapão disse...

Caralho.. Depois que o Tunner me deu o 1o Cd e eu me caguei todo de rir, acho muito massa.. é roxxx total!!
Meus meninos ja cantam ROUBARAM MEU RIM!! NO chuveiro.. agora to curtindo esse 3 x 1 aí.. show de bola!! Banda Foda!!

Gustavo Milani disse...

Você também pode conferir entrevista com o Batera do Galinha Preta, Boro no blog especializado em bateristas barulhentos do grindcore, hardcore, deathe afins http://extremenoisedrummer.blogspot.com/

Anônimo disse...

Frango, olha o clipe do Galinha Preta no Dia Mundial do Rock na Casa do Cantador/2011...

http://www.youtube.com/watch?v=Gi59Hz5_6DE

Seguidores

Revista Palmito City

Minha foto

Revista Intolerante é um blog tocantinenses que trata de cultura e ponto de vista. Sempre abrangendo os trabalhos de artistas marginais e emitindo ponto de vista de vários aspectos sociais.